Jesus revela o que ele tinha visto no Céu

By Makko Musagara

Quando tudo parece perfeito. 

O caminho que leva um crente a ser tentado ou a enfrentar provações começa muito longe. Começa quando tudo parece perfeito e brilhante, tal como uma bela manhã de domingo. Recebe-se Jesus no seu coração, frequenta-se regularmente a igreja, vive-se uma vida honesta, pode estar a ter um ministério próspero, faz-se tudo segundo a Palavra de Deus e geralmente espera-se uma boa vida de um cristão abençoado. Se ainda se encontra nesta fase, então graças a Deus que esta mensagem está nas suas mãos. Foi exactamente assim que Job começou. A Bíblia diz-nos que nesta fase Jó era perfeito, erguido e evitado o mal. Tinha um casamento maravilhoso e Deus tinha-o abençoado com riquezas e bons filhos. E que tal Nosso Senhor Jesus Cristo? Antes de ser tentado e provado pelo diabo, Jesus tinha tudo cintilante. Tinha acabado de ser baptizado por um dos maiores profetas que já viveu, e tinha acabado de ser cheio do Espírito Santo de uma forma espectacular. E numa rara demonstração de favor divino, Deus tinha aberto os céus para dizer a todo o mundo que Jesus era o seu Filho especial.

 

Depois, o caminho passa por trás dos bastidores.

Esta secção da estrada, levando um crente à tentação e às provações, passa de facto através do céu, para além da sua visão física. Há muita actividade satânica. Tudo é escondido dos olhos de um crente, excepto quando Deus lhe revela estas actividades de forma sobrenatural. Os discípulos sempre concentraram a sua atenção em Jesus até que ele abriu os seus olhos espirituais sobre o que o Diabo estava a fazer:

 

 “Simão, Simão, Satanás pediu vocês para peneirá-los como trigo. 32 Mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E quando você se converter, fortaleça os seus irmãos”.Lucas 22:31-32

 

[Esta foi a primeira, das sete Escrituras, que o Senhor apresentou nesta visão].

 

A versão Amplificada da Bíblia coloca esta Escritura ainda melhor,

 

Simão, Simão (Pedro), ouve! Satanás pediu excessivamente que [todos] lhe fossem dados [fora do poder e da guarda de Deus], para que ele pudesse peneirar [todos] vocês gostam de cereais. Mas eu rezei especialmente por ti [Pedro] para que a tua [própria] fé não falhe; e quando tu próprio te tiveres voltado de novo a fortalecer e a estabelecer os teus irmãos. Lucas 22: 31-32 TAB

 

As palavras de Jesus nesta Escritura levantam muitas questões. Se estudar bem estas palavras, perceberá que Satanás estava a pedir permissão para tentar os discípulos. Certamente que Satanás não estava a pedir esta permissão a Jesus. Se assim fosse, Jesus não poderia ter permitido que o diabo peneirasse os seus discípulos, e por isso, não teria sido necessário que ele rezasse sobre este assunto. Então, com quem estava Satanás a falar? Onde se encontrava Satanás ao fazer este pedido? Por que foi necessário que Satanás perguntasse? Porque é que o diabo não foi simplesmente em frente e tentou os discípulos como ele desejava? Se voltar a olhar para esta Escritura, perceberá que o pedido de Satanás já tinha sido concedido, por isso Simão foi tão tentado que negou o nome de Jesus três vezes. Porque não foi rejeitada a súplica de Satanás? Em vez de rezar sobre este assunto, porque é que Jesus não usou o seu poder e autoridade para repreender e bloquear a exigência de Satanás?

 

Satanás estava a pedir a permissão de Deus nosso Pai.

O Diabo faz muitas coisas que afectam os cristãos sem o seu conhecimento. Nesta Escritura Jesus estava a revelar aos seus discípulos o que tinha visto no reino espiritual. Ele estava a revelar-lhes que tinha visto Satanás a pedir a Deus Pai permissão para os tentar.

 

Onde é que Satanás encontrou Deus? Mais uma vez esta Escritura não nos diz, mas a verdade é que Satanás encontrou Deus no céu. Como é que verificamos estes dois factos? Jesus diz-nos que tudo já foi revelado através das Escrituras. Confirmamos estes dois factos da Bíblia – no livro de Job. Neste livro, antes de Satanás ter tentado Job, ele foi primeiro ao céu e pediu a Deus nosso Pai permissão para tentar este homem fiel e inocente.

 

Jó nunca soube nada sobre as actividades de Satanás.

Jó sofreu em parte porque sabia muito pouco sobre as actividades maliciosas de Satanás no céu. Como muitos cristãos de hoje, ele não sabia que Satanás podia ter acesso à presença de Deus no céu, e mesmo ter um diálogo com o nosso Pai Todo-Poderoso. Ele nunca soube que o diabo era capaz de o acusar perante Deus e obter com sucesso a permissão para vir tentar aqui na terra.

Hoje em dia, muitos cristãos dizem que não têm tempo para falar do diabo porque, segundo eles, ele é impotente. Mas comparem a vida de Jó com a de Nosso Senhor Jesus Cristo.  Ao longo do seu ministério na terra, Jesus sempre expôs as obras do diabo. Por exemplo, uma vez Jesus viu uma mulher aleijada na sinagoga e rapidamente assinalou que a sua doença era obra de Satanás (Lucas 13,16). Outra vez, Pedro quis impedir a missão de Jesus na cruz. Jesus sentiu imediatamente que não estava a lidar com Pedro mas sim com Satanás e repreendeu o diabo (Mateus 16,23). É disto que se trata esta mensagem. Jesus revela os movimentos celestiais secretos de Satanás e dá-nos a sua arma testada para superar.

 

Satanás tem de ser permitido por Deus.

Outro facto que aprendemos com as palavras que Jesus falou em Lucas 22,31-32 é que Satanás não pode tentar um crente a menos que seja primeiro permitido por Deus. De acordo com a Palavra escrita de Deus, Satanás não pode sequer fazer cair no chão um pardal, tão pequeno e barato como ele é, a menos que Deus o permita (Mateus 10:29). Sabe de algum cristão que tenha caído em pecado ou enfrentado provas recentemente? Então saiba que Deus permitiu que Satanás levasse a cabo essa tentação. Como foi no caso de Jó, Satanás não pode levar um cristão a pecar ou a sofrer provações, a menos que primeiro obtenha autorização do nosso Pai que está nos céus.

 

As palavras de Jesus aos seus discípulos em Lucas 22,31-32 levantam várias questões:

1. Poderá realmente Satanás entrar hoje na presença de Deus no céu? A glória e a santidade de Deus não são demasiado poderosas para o diabo?

2. Poderá Deus falar com Satanás, e poderá Satanás falar com Deus hoje em dia?

3. Porque é que Satanás entra na presença de Deus no céu? Deve haver uma forte razão para Satanás ir ter com o nosso Pai?

4. Poderá Deus permitir que o diabo tente os cristãos fiéis? Não serão eles muito preciosos aos Seus olhos?

5. Porque é que Jesus não usou os seus poderes e autoridade para impedir que Satanás tentasse Simão Pedro? Hoje, porque é que Jesus não impede Satanás de tentar alguns crentes fiéis e espiritualmente diligentes?

6. O que devemos fazer para nos protegermos das tentações e provações?

 

A Palavra escrita é a luz de Deus para nós, neste mundo escuro. Começando pelo próximo capítulo, esta mensagem usa as já mencionadas sete Escrituras para responder a todas as perguntas acima.